História do povo evangélico luterano


ID: 2927

Posição e Oposição

Um ministério pastoral de ação e reflexão crítica em uma época de intensa agitação na Igreja (P. Gustav Reusch, 1926-1965)

29/06/2015

Muitas são as imagens usadas para descrever a Igreja. Uma delas se encontra no hino 98 do hinário Hinos do Povo de Deus.

 “Qual barco singra pelo mar; a igreja do Senhor. Eternidade o alvo é; que indica a direção. Navega pelo temporal de medo, angústia e dor. Vitórias, lutas e temor; por séculos, Senhor. Pergunta angustiante é: Ao fim resistirá? Há de alcançar o alvo seu e não afundará? Guia-nos, Senhor! Ampara-nos, Senhor, pois sem ti nos assalta temor, solidão. Ó guia-nos, Senhor!

O Pastor Gustav Reusch atuou em comunidades evangélicas do Rio Grande do Sul ao longo de quatro décadas. Proclamou o Evangelho em uma época bastante difícil. Vivenciou o período da 2ª. Guerra Mundial e tomou uma posição clara de oposição ao regime nacional-socialista. Liderou um grupo de pastores que participaram da Igreja Confessante – grupo cristão evangélico de resistência ao nazismo.

Passada a guerra, as comunidades evangélicas, filiadas a diversos sínodos, passaram por um período de aproximação e unificação nacional. Este processo redundou no surgimento da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB. O Pastor Gustav Reusch assumiu uma posição clara no debate em torno da confessionalidade a ser assumida pela igreja nacional.

O livro abaixo elenca, de forma sistematizada, a documentação deixada pelo Pastor Gustav Reusch. Essa documentação lista centenas de cartas, artigos, palestras, etc. e seus organizadores, os filhos Hans Dieter e Martim Reusch, apresentam uma resenha, tecem comentários e situam o contexto de sua produção.

Posição e Oposição” representa um passo importante para o preenchimento de uma lacuna na historiografia eclesiástica brasileira. Todo esse material está à disposição para pesquisadores e pode ser consultado no Arquivo Histórico da IECLB.

Gustav Reusch abandonou o “calmo porto” e encarou ventos e tormentas no mar agitado de seu tempo. Procurou “em seu lugar cumprir o seu dever”. Sabia que “em rumo igual amigos há que auxílio vem prestar” e, sobretudo, sabia-se guiado “por bom navegador”.

A nau de Gustav Reusch não soçobrou e ela continua a navegar. A geração atual pode aprender de seu testemunho evangélico. Ela é igualmente desafiada a dar razão da sua esperança nos tempos conturbados de hoje. Que não lhe falte intrepidez e coragem para tanto!

Rolf Schünemann


Para ler o livro clique em Posição e Oposição


Autor(a): Hans Dieter Reusch e Martim Reusch
Âmbito: IECLB
Área: História / Organismo: Arquivo histórico da IECLB
ID: 33845

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas.
2Coríntios 2.14
REDE DE RECURSOS
+
Ao Senhor Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.
Salmo 24.1
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br